Gros faz alerta sobre parecer de Jader

O presidente do BNDES, Francisco Gros, disse hoje que o parecer que supostamente inocenta o presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), no caso Banpará, escrito quando ele era presidente do Banco Central (BC), faz parte de um relatório de 1,2 mil páginas, que foi encaminhado ao Ministério Público. Ele afirmou que esse parecer não deveria ser lido fora do contexto do relatório. Segundo ele, o parecer tem cinco páginas, que ele recomenda que também sejam lidas antes de qualquer conclusão. A afirmação foi feita quando Gros foi questionado se havia inocentado Barbalho no caso Banpará.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.