Grito da Terra inicia diálogo com governo do PR

Os pequenos agricultores que fizeram uma manifestação nesta quarta-feira em Curitiba, unindo-se ao movimento nacional do Grito da Terra Brasil, não conseguiram avançar muito na pauta de reivindicações durante reunião com o governador do Paraná, Jaime Lerner (PFL).Uma nova reunião em 30 dias vai analisar com mais profundidade a viabilidade da criação de um Fundo de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Fundaf). No Grito do Terra do ano passado, eles tinham conseguido implantar um fundo de aval para garantir o financiamento para a agricultura. Os pouco mais de mil agricultores, que vieram de todas as regiões do Estado, não conseguiram, no entanto, o compromisso para fixação do salário mínimo estadual em R$ 260,00. O governador considerou "muito difícil" esse valor, pois dependeria da situação dos municípios.Também será analisada posteriormente a possibilidade de um plano de habitação específico para os trabalhadores rurais. "Na reunião, foram dados alguns passos tímidos", disse o presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais do Paraná (Fetaep), Antônio Zarantonello.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.