Grevistas ?malham? ministro e diretor da PF como Judas

Os agentes federais baianos em greve há três semanas, queimaram hoje dois bonecos de Judas, símbolo da traição, representando o Ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e o diretor da Polícia Federal, Paulo Lacerda, durante mais uma manifestação contra o governo na área de estacionamento da superintendência da Polícia Federal de Salvador. "Até o momento eles não resolveram nada; o ministro por exemplo, está mais preocupado com a fita do caso Waldomiro do que fechar um acordo conosco", reclamou João Carlos Sobral, presidente do sindicato dos agentes federais baianos. Os manifestantes pediram mais uma vez as saídas de Bastos e Lacerda. Sobral informou que a Operação Padrão foi suspensa no aeroporto de Salvador para cumprimento da mesma decisão judicial que considerou a greve dos agentes federais legal. Contudo, eles aguardam o julgamento do recurso impetrado contra a proibição para retomar a operação. Por outro lado, o sindicalista assinalou que os trabalhos de investigação de crimes, combate ao tráfico de drogas e outras operações continuam suspensas no Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.