Greves devem acabar nesta semana, diz ministro do Trabalho

Em entrevista à Estadão ESPN, Brizola Neto mostrou-se otimista quanto às negociações com os servidores

13 de agosto de 2012 | 13h26

A maioria das paralisações das cerca de 30 categorias de funcionários públicos em greve deve acabar ainda nesta semana, disse à rádio Estadão ESPN nesta segunda-feira, 13, o ministro do Trabalho, Brizola Neto.

 

O ministro, porém, alertou que são muitas as categorias paralisadas e que as reivindicações não serão iguais. "Cada uma tem reivindicações diferentes que não podem ser colocadas em um bolo geral. São realidades econômicas bem diferentes", disse Brizola Neto, esclarecendo também que por se tratar de funcionários públicos, o Ministério do Trabalho não atua como mediador.

 

Apesar disso, ele mostrou-se otimista quando à resolução da crise, que afeta aeroportos, universidades, estradas e outros setores. "O Ministério do Planejamento vem fazendo uma série de propostas e conduzindo as negociações. Esperamos que nesta semana a gente consiga chegar ao desfecho da paralisação de muitas categorias", analisou.

 

As reivindicações dos servidores federais incluem reajuste salarial, plano de carreira, equiparação salarial com órgãos similares e exigência de concursos públicos para a seleção de funcionários. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.