Greve prejudica quem precisa da Justiça e do INSS

A greve de várias categorias dos servidores públicos federais tem prejudicado principalmente as pessoas que necessitam dos serviços judiciários e previdenciários. Em Curitiba, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que está parado desde o dia 7, deixa de atender diariamente 2.500 pessoas que procuram os postos. Na Justiça do Trabalho, o sindicato dos servidores calcula que foram adiadas cerca de 1.100 audiências. A prefeitura suspendeu a emissão de carteiras de trabalho. Calcula-se que, desde o início do movimento, cerca de 7 mil documentos deixaram de ser emitidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.