Greve não atrapalha andamento das reformas, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje, após discurso na abertura da Francal, feira da indústria calçadista, em São Paulo, que a greve dos servidores públicos, iniciada hoje, não atrapalha o andamento das reformas, a votação delas e nem o próprio governo. "A greve não atrapalha as reformas, não prejudica o governo e nem a votação. Ela é direito do trabalhador", disse Lula.Segundo o presidente, o andamento das reformas tributária e da Previdência só ficaria prejudicado se os deputados fizessem greve. Ao chegar ao Anhembi, o presidente calçava os mesmos sapatos que usou em sua posse e que foram fabricados especialmente para ele por um produtor de Franca. Ele doou o par de sapatos ao Museu do Sapato e ganhou de presente um novo modelo, também preto, que calçou imediatamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.