Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Greve de servidores está enfraquecida, reconhece CUT

O presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), João Felício, admitiu, na noite desta quinta-feira que a paralisação por tempo indeterminado dos servidores públicos federais está enfraquecida. Segundo ele, o motivo foi o anúncio do governo, um dia antes do início da greve, divulgando aumento de 3,5%, com bônus de até 35% para alguns servidores. "Esta medida criou uma confusão na base e enfraqueceu a paralisação porque muitos funcionários ficaram na expectativa de receber este reajuste maior", avaliou.Para Felício, as categorias mais atuantes são da educação e da previdência. O líder sindical lembrou que no próximo dia 29 está marcado o "Dia Nacional de Lutas", com um ato na Avenida Paulista, em São Paulo, com os bancários e servidores públicos. Depois, haverá uma manifestação em frente ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual. No mesmo dia, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC anunciará sua pauta de reivindicações. "Nossa idéia é manter um ato diferente a cada 15 dias para que as exigências das categorias que têm data base no segundo semestre, não sejam esquecidas", disse o sindicalista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.