Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Greve da Receita e Justiça Federal afeta movimento em Santos

A greve dos servidores públicos deve afetar o movimento do Porto Santos, o maior do País. Além de uma nova greve de 72 horas dos fiscais da Receita Federal na próxima semana, a liberação de mercadorias ficará ainda mais complicada com a greve entre os funcionários da Justiça Federal. "A Justiça Federal de Santos está trancada", disse Adilson Rodrigues Santos, coordenador-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores da Justiça Federal e do Ministério Público da União. Tradicionamente, quando os fiscais da Receita entram em greve, os empresários de comércio exterior recorrem à Justiça Federal para obter liminares e conseguir, assim, a liberação de mercadorias. Desde a última terça-feira a Justiça Federal de Santos, de acordo com o sindicalista, funciona em regime de plantão, apenas para expedir alvarás de soltura ou de prisão, não atendendo a pedidos referentes ao comércio exterior. Hoje, a partir das 14h, funcionários de vários órgãos do Poder Judiciário - Justiça Federal, Justiça do Trabalho, Justiça Eleitoral e Tribunal Regional Federal - realizam um ato público contra a Reforma da Previdência em frente ao prédio Tribunal Regional Federal, em São Paulo. Antes, segundo Santos, os funcionários farão uma assembléia para organizar a continuidade da paralisação, que também atinge o interior, na próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.