Greve atrapalha planos de turista britânica em Salvador e no Rio

Paralisação fez publicitária desistir de carnaval na Bahia; agora, ela se preocupa com situação carioca.

Júlia Dias Carneiro, BBC

10 de fevereiro de 2012 | 18h07

A notícia da greve dos policiais no Rio pegou de surpresa a turista inglesa Sophie Thrussell, que havia desistido de passar o Carnaval em Salvador para fugir da paralisação na Bahia e resolveu ficar no Rio durante a festa.

"Nosso plano era passar o carnaval na Bahia, mas quando soubemos da greve resolvemos reconsiderar", disse a publicitária de Londres, que está no Rio desde terça-feira.

"Mas ainda não tinha ouvido falar em greve no Rio."

Sophie soube da greve pela repórter da BBC Brasil enquanto tomava café da manhã com sua companheira de viagem em Copacabana. De férias, elas ainda não tinham visto as notícias.

A inglesa quis saber se haveria riscos de a situação se agravar no Rio e se poderia prejudicar o Carnaval, mas não deu mostras de querer fugir, agora, da festa carioca.

"Vou ter que ver mais notícias quando voltar para o hotel."

A greve de policiais militares acontece há dez dias na Bahia. Desde o início da paralisação, foram registrados 136 homicídios na região metropolitana de Salvador, aumento de 238% em relação ao mesmo período de 2011.

No Rio, policiais militares, civis e bombeiros anunciaram a greve na noite de quinta-feira, dizendo que operariam com 30% do efetivo a partir desta sexta-feira. Por enquanto, o dia transcorre normalmente na capital fluminense. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.