Gregori tenta inocentar policiais no caso Trevi

O ministro da Justiça, José Gregori, tentou inocentar, nesta segunda-feira, os policiais federais de acusação de que possam ter cometido violência contra a cantora mexicana Glória Trevi.No depoimento à sindicância que está sendo realizada pela PF, entregue, nesta segunda, ao ministro Gregori, a cantora se recusou a responder se houve ou não violência no ato sexual que a engravidou.Indagada pelo delegado Francisco de Assis, da Corregedoria da PF, responsável pela sindicância, se havia ou não sofrido violência quando engravidou, a cantora simplesmente disse: ?Eu tenho muito respeito pelo ministro da Justiça do Brasil, mas não vou responder a essa pergunta?.?Com esse tipo de resposta, eu entendo que fica difícil fazer suposição de violência contra ela?, declarou o ministro, acrescentando que não como dizer que policiais tenham responsabilidade sobre a gravidez dela.Gloria Trevi está grávida de seis meses, mas não esclarece em que circunstâncias isso aconteceu, já que está presa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.