Gregori nega saída do ministério

O ministro da Justiça, José Gregori, disse há pouco que "não têm nenhuma base" os insistentes boatos e especulações de que ele será um dos alvos de uma reforma ministerial. Em tom de desabafo, disse: "nunca senti isso da parte do presidente". Gregori atribui as especulações à imprensa, que, segundo ele, não lhe tem "simpatia". "Tenho me matado no Ministério. Acho que estou fazendo não só o que a consciência me obrigaria, mas indo além", afirmou o ministro, logo após deixar o Instituto do Coração, onde visitou os familiares do governador licenciado de São Paulo, Mario Covas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.