Wilton Júnior|Estadão
Wilton Júnior|Estadão

Garotinho cita contato com ministra do TSE em conversa telefônica

Interceptações divulgadas pelo 'Fantásticos' mostram ex-governador do Rio orientando advogados para que procurem Luciana Lóssio para tratar de um habeas corpus preventivo

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2016 | 22h57

RIO - O ex-governador Anthony Garotinho, preso na semana passada, teve conversas telefônicas interceptadas nas quais orienta seus advogados a procurarem a ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral, com quem já teria contato, para tratar de um habeas corpus preventivo. 

As escutas foram realizadas antes de sua prisão e divulgadas na noite deste domingo pelo Fantástico, da TV Globo. 

Na primeira ligação, Garotinho fala com o advogado Jonas Lopes de Carvalho Neto e afirma que tem contato com a ministra, mas não seria conveniente que ele próprio a procurasse. Dois dias depois, conversa com Fernando Fernandes, outro advogado. "Como a gente teve oportunidade de explanar tudo, ela ficou bastante impressionada", afirma Garotinho. 

Em nota, o TSE disse que todos os ministros tem "idoneidade moral" e que as decisões refletem "profundo embasamento teórico".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.