Granizo destrói barracos em assentamentos no RS

Uma chuva de granizo destelhou casas e destruiu barracos de lona nos assentamentos da reforma agrária no município de Candiota, na zona sul do Rio Grande do Sul, na madrugada desta quinta-feira. Cerca 200 famílias foram prejudicadas pelo temporal. Em Alegrete, o rio que circunda a cidade subiu sete metros e desabrigou 20 famílias. E em Rosário do Sul, o rio Santa Maria ameaça invadir as casas dos moradores da vila Carmelo.Em outros dois municípios da fronteira com o Uruguai, Quaraí e Dom Pedrito, as águas que haviam deixado 2,5 mil desabrigados começaram a baixar e é possível que as famílias desalojadas voltem às suas casas nesta sexta-feira. A semana de ventanias e chuvas fortes provocou prejuízos e deixou um saldo trágico em diversas regiões do Estado. Em Coqueiro Baixo, no Vale do Taquari, o desabamento de uma casa matou a agricultora Ana Susel Silva Ferra, de 39 anos, na quarta-feira. Além de Quaraí e Dom Pedrito, as prefeituras de Braga, Bom Progresso, Sete de Setembro e Guarani das Missões, no noroeste, decretaram estado de emergência. Os serviços meteorológicos indicam que o Rio Grande do Sul terá sol no fim de semana. Mas a temperatura deve cair e se aproximar de zero grau durante as madrugadas nas zonas mais altas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.