Grampeado, Heráclito vai a juiz

O senador Heráclito Fortes (DEM-PI) requereu ontem ao juiz Ali Mazloum cópias de relatórios da Polícia Federal e de transcrições de grampos da Satiagraha em que seu nome é citado. Durante 53 minutos, reuniu-se no gabinete da 7ª Vara Federal em São Paulo com o juiz responsável pelo inquérito que deverá culminar no indiciamento do delegado Protógenes Queiroz. Ele foi interceptado indiretamente pela Satiagraha em conversas com o lobista Guilherme Sodré, ex-cunhado de Daniel Dantas que estava sob vigilância da PF. "Guilherme é meu amigo, falamos sempre. Ontem (quarta-feira) liguei para ele. Guilherme foi atacado por um pit bull na Bahia, levou mordidas na bunda e na coxa. É um cão seletivo." O senador disse que não é amigo de Dantas. "Ele não toma vinho comigo, não tem o meu gosto."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.