"Graças a Deus consegui chegar ao Brasil"

Os primeiros brasileiros vindos dos Estados Unidos desembarcaram na manhã de hoje nos aeroportos do Rio e São Paulo. ?Graças a Deus consegui chegar ao Brasil; essa foi a primeira e a última vez que estive naquele país?, desabafou o estudante Gabriel Bergher, de 18 anos.Assustado, ele conta as horas de angústia e o desespero em obter uma vaga no vôo. Ele e a mãe deveriam ter retornado para São Paulo na terça-feira, mas foram impedidos por causa da interdição dos aeroportos após o ataque aos Estados Unidos. Os dois estavam em Orlando e só conseguiram retornar após chegarem a Miami.DesesperoNo vôo da Varig, que saiu de Miami no final da noite de quinta-feira, havia 231 passageiros. Entre eles o marido de Jaqueline Souza, de 25 anos, Wilson Souza, de 40 anos. Segundo Jaqueline que desde a madrugada de hoje aguardava a chegada do marido, em Cumbica, Souza estava muito nervoso. ?Ele me ligou desesperado, porque não conseguia passagem para retornar?.Ao chegar, Souza abraçou a mulher e disse emocionado ?é um alívio chegar em casa, só sinto pelos que não conseguiram embarcar?. De acordo com ele, muitos brasileiros aguardam o embarque nos aeroportos dos Estados Unidos. O maior problema, segundo Souza, é que as pessoas estão ficando sem dinheiro.Sem dinheiroO estudante Diego Guerra, de 13 anos, foi um dos que vivenciou esse sufoco. Ele conta que viajou com a mãe para Disney na semana passada. Na terça-feira, quando voltariam para casa, foram surpreendidos pelo fechamento dos aeroportos. ?Foi terrível. O dinheiro acabou, ficamos sem comer e dormimos no chão do aeroporto por três dias?.Ele ressalta que há muitas pessoas nessa situação. Assustado com as cenas que a televisão passava sobre a tragédia, o estudante Diego disse que não via a hora de deixar os EUA.GuerraA jornalista Marisa Batalin, de 37 anos, também estava apavorada para retornar ao Brasil com seus filhos. Ela havia ido passar as férias com a família em Orlando. ?Os Estados Unidos estão em estado de alerta, a um passo para a guerra?, relatou.Com medo de não conseguir deixar o país, ela viajou com os filhos de Orlando a Miami por quase duas horas. Segundo Marisa, a viagem por terra também foi tensa. ?Aquele país vive a iminência de uma guerra e em qualquer lugar a sensação de insegurança é inevitável?. Segundo ela, muitos brasileiros que ainda continuam no país estão ficando sem dinheiro e passando por momentos difíceis.O vôo 885 da Varig chegou a São Paulo por volta das 6h20. Às 8h30, outro avião aterrissou em Guarulhos. A bordo do vôo 8091 da TAM, havia 225 passageiros. Pela manhã, 175 pessoas também desembarcavam no Rio de Janeiro.SertanejoO cantor sertanejo Xororó também desembarcou em Guarulhos acompanhado da mulher Noeli. Eles estavam há quatro dias em Miami. Ainda nervosa, Noeli disse que os dois saíram do Brasil no domingo, com a intenção de passar alguns dias viajando pelos Estados Unidos. ?Queríamos apenas descansar, mas a viagem virou um terror?.Segundo Xororó, o medo de novos ataques era grande, mas não havia como retornar ao Brasil. ?Eu ligava de meia em meia para a empresa aérea. Queríamos ir embora, mas não tinha vaga?. Ele lembra que quando o avião levantou vôo, todos os passageiros aplaudiram. ?Foi um alívio voltar para a casa?.Ele ressalta que os filhos Sandy e Júnior também estavam apreensivos com a falta de notícias dos pais. Os filhos estavam em Campinas, no interior de São Paulo.As cenas da tragédia também fazem parte da bagagem do empresário Augusto Aguiar - que fez questão de comprar todos os jornais estrangeiros sobre o caso. Ele estava passando férias em Nova York e deixou o local uma hora antes do ataque à cidade. ?Por sorte resolvi ir para Miami antes de retornar ao Brasil?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.