Governo tenta aprovar hoje 21 MPs

O líder do Governo no Congresso, deputado Arthur Virgílio (PSDB-AM), disse esta manhã, ao chegar para a reunião de líderes no gabinete do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), que apresentará uma proposta de votação de 21 medidas provisórias na sessão do Congresso marcada para as 11 horas. Segundo Virgílio, o governo só deixará de obstruir as votações se houver um acordo de todos os líderes para que um conjunto de medidas provisórias seja votado por consenso, em votação simbólica. Ele também colocará na mesa, para votação dessas MPs, a condição de que os líderes concordem em não realizar a sessão da Câmara para votação da proposta de emenda constitucional que restringe a edição de medidas provisórias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.