Governo tem votos para aprovar reformas sem alterações, diz líder

O líder do governo na Câmara, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), disse hoje, ao sair de reunião com o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, que o governo calcula ter votos necessários para aprovar, sem alterações na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), a proposta de reforma da Previdência. Segundo Rebelo, pelas contas feitas durante a reunião na Casa Civil, o resultado poderá ser semelhante ao obtido na votação da reforma tributária na CCJ, em que 50 deputados votaram a favor e apenas 2 contra a admissibilidade dessa reforma. Na votação dos destaques à proposta de reforma tributária na CCJ, houve 34 votos contra e 17 a favor. "Eu calculo que esses números possam se repetir", disse Rebelo. Quanto aos dissidentes da base governista que se opõem à proposta do governo, o líder disse que essa questão será tratada pelos respectivos partidos. Ele informou, desde já, que PT, PCdoB e PSB reuniram suas bancadas e decidiram fechar questão a favor da proposta do governo, sem destaques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.