Governo suspende propaganda que usou imagem enganosa

A Secretaria de Comunicação de Governo suspendeu hoje propaganda feita pela agência Duda Mendonça sobre os resultados do Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf), que fez filmagens em uma grande propriedade rural como se fosse familiar e atendida pelo Pronaf. O fato foi apontado em matéria publicada na edição de hoje da Folha de S. Paulo. Em nota, a Secretaria informou que determinou o reexame dos demais filmes produzidos pela agência sobre o programa, "a fim de preservar a credibilidade das ações e dos programas do governo federal". Na nota, a Secretaria lamenta o episódio. "Embora considere como inerente e legítimo da técnica publicitária o uso da linguagem emocional e de elementos ficcionais que possam representar a realidade, a Secom orientou a Agência Duda Mendonça que, nas campanhas ora em curso, no momento de produzir o filme sobre resultados da agricultura familiar, fossem utilizadas imagens que correspondessem à realidde do Pronaf" , afirma a nota. O texto da nota afirma que, embora a Secretaria considere verídicas as informações veiculadas sobre o Pronaf, pediu esclarecimentos à agência publicitária e solicitou a refilmagem da peça com imagens que correspondam à realidade do Pronaf, sem qualquer ônus para a Secretaria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.