Governo retira projeto da Agência de Aviação Civil

O governo retirou o projeto, que estava tramitando na Câmara, que instituiria a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A decisão causou surpresa a representantes de empresas aéreas, que estavam aguardando a votação do substitutivo do deputado Leur Lomanto (PFL-BA). O presidente do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas, George Ermakoff, considerou a decisão uma medida extrema, embora não soubesse dizer ainda quais os motivos da retirada do projeto. Ele afirmou que, depois de tanto trabalho e do deslocamento de tantas pessoas ao longo deste ano até Brasília, "é estranha a atitude do governo". Embora o setor que representa tenha restrições ao projeto, o texto proposto por Lomanto já atende aos interesses da área. O presidente da Varig, Osires Silva, também manifestou sua estranheza com a decisão, já que hoje seria justamente o dia em que seria concluída uma longa negociação com todos os representantes do setor. "Foi feito um trabalho grande e o Lomanto ouviu todo mundo. Estou surpreso", afirmou Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.