Governo reafirma posição sobre bingos a manifestantes

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, e uma comissão de representantes de trabalhadores do setor de bingos foram recebidos pelo assessor da Secretaria-Geral da Presidência da República Cézar Alvarez, que reafirmou a posição do governo de manter fechadas essas casas de jogos no País. "Foi um desastre. O presidente Lula deveria ter sensibilidade com os trabalhadores", afirmou Paulinho, referindo-se à Medida Provisória 168/2004, que determinou o fechamento dos bingos. Paulo Pereira a Silva disse que os 20 mil manifestantes que protestaram, hoje, em Brasília, contra o fechamento dos bingos vão passar a noite na Praça dos Três Poderes, na frente do Palácio do Planalto. "Nós vamos até o fim. Nossa idéia é ficarmos aqui", afirmou Paulinho. Ele, no entanto, vai discutir, ainda hoje, com líderes do movimento onde os manifestantes vão passar a noite. O presidente da Força Sindical havia solicitado uma audiência com Lula e com o ministro-chefe da Secretasria Geral da Presidência, Luiz Dulci. Mas, Lula já havia programado viagem para São Bernardo do Campo, onde participará da festa de aniversário de seu filho Fábio Luiz Lula da Silva. A assessoria de imprensa da Secretaria-Geral informou que o subsecretário Cézar Alvarez é o responsável, desde o início do governo, por receber grupos da sociedade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.