Governo quer discutir reforma agrária com sem-terra, diz Singer

O porta-voz da Presidência da República, André Singer, disse nesta segunda-feira que o governo está empenhado em discutir a reforma agrária no País com representantes de entidades de sem-terra. Singer relatou que o presidente afirmou a importância do Plano de Safra 2003/2004, que prevê o repasse de um total de R$ 5,4 bilhões para pequenos agricultores e assentados pelo Incra. Lula, ainda segundo o porta-voz, acredita que é possível concluir o processo de reforma agrária "com tranqüilidade".Singer negou que o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto, esteja alijado das negociações do governo com as lideranças dos trabalhadores sem-terra. "A questão de reforma agrária é tratada pelo ministro Miguel Rosseto", garantiu Singer. Segundo ele, o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci, está encarregado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da interlocução política com os movimentos sociais e o ministro da Casa Civil, José Dirceu, por ser coordenador político do governo, acompanhará esta discussão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.