Governo quer definir hoje mínimo de R$ 350

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, terá nesta manhã nova reunião com dirigentes da centrais sindicais para discutir a definição do novo valor do salário mínimo. O governo vai oferecer a proposta de um novo salário mínimo de R$ 350 ? a partir de maio ? e reajuste de 7% na tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).Esse é o máximo que o Palácio do Planalto admite ceder, segundo informou ontem o ministro das Relações Institucionais, Jaques Wagner.Tudo indica que a reunião dos dirigentes sindicais com o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, deve terminar sem acordo.Os dirigentes sindicais aceitam os R$ 350, mas exigem o reajuste em março. Se tiverem de esperar até maio, só aceitaram um mínimo de R$ 360. E mais: pedem reajuste de 10% na tabela do IR e pressionam para que nos próximos anos a correção seja em janeiro.Se isso ocorrer, o governo novamente terá de adiar o anúncio do reajuste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.