Governo quer concluir Plano Nacional de Defesa este ano

O governo pretende concluir a elaboração do novo Plano Nacional de Defesa até o final deste ano, afirmou hoje o ministro da Defesa, Nelson Jobim. Na terça-feira, o ministro vai apresentar as linhas gerais do plano aos parlamentares. Na quinta-feira, terá encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mais os ministros Mangabeira Unger (Assuntos Estratégicos), Dilma Rousseff (Casa Civil) e Franklin Martins (Comunicação). "Depois disso, farei contato com os presidentes da Câmara e do Senado. E nós convocaremos então o Conselho de Defesa Nacional. Pretendemos fazer a convocação do conselho entre os dias 8 e 15 (de dezembro). Vamos terminar neste ano (o Plano Nacional de Defesa)", afirmou Jobim, após participar da 5ª Conferência do Forte de Copacabana, segurança internacional - um diálogo Europa-América do Sul, realizado num hotel no bairro de Copacabana, zona sul do Rio.O ministro da Defesa afirmou que um dos objetivos do plano é criar uma indústria de defesa forte no País, com possibilidade de gerar desenvolvimento econômico. Jobim aproveitou o evento para defender a importância da criação de um Conselho de Defesa da América do Sul, sem a ingerência de norte-americanos ou europeus. Esse conselho, segundo Jobim, também teria como meta criar uma base industrial de defesa na América do Sul, com as fabricantes do setor fazendo troca de tecnologias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.