Governo quer assentar 115 mil famílias ainda neste ano

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, disse hoje, após audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, que o governo ainda espera cumprir a meta de assentar 115 mil famílias neste ano. A menos de três meses do final de 2004, só foram assentadas de fato 42 mil famílias no País. Outras 14 mil esperam regularização de título. Do total de R$ 1,7 bilhão que o governo prometeu suplementar em março para a reforma agrária, apenas R$ 395 milhões foram liberados. Ele disse que não teme reação do Movimento dos Sem-Terra à demora no cumprimento das metas.Rosseto avaliou que a greve de três meses no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), entre junho e agosto, atrapalhou o trabalho de assentar famílias. "Estamos trabalhando muito para recuperar esse tempo perdido", afirmou. "Temos capacidade operacional de cumprir todas as metas, apesar da greve do Incra". O ministro disse ter relatado ao presidente que, nesta semana, o governo conclui a desapropriação de 1 milhão e 43 mil hectares de terras para a reforma agrária. As terras foram desapropriadas de janeiro de 2003 até agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.