Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Governo quer aprovar relatório da Previdência nesta quarta

O vice-líder do governo na Câmara, Professor Luizinho (PT-SP), disse que o intervalo dos trabalhos da comissão especial da reforma da Previdência será utilizado para negociar com a oposição um acordo sobre os procedimentos para a votação do relatório do deputado José Pimentel e os destaques. O vice-líder reafirmou que o objetivo da base aliada é concluir toda a votação ainda hoje, o que exigiria uma forte mobilização dos deputados, já que são 50 os destaques apresentados para alterar o relatório. O deputado disse ainda que vai propor a realização de três votações nominais sobre a taxação dos inativos, o piso para a pensão integral dos servidores públicos e a definição do subteto salarial dos magistrados nos estados. Professor Luizinho salientou que tudo terá que ser discutido com o presidente da comissão, deputado Roberto Brant (PFL-MG) e com os líderes de oposição. Segundo ele, só o PFL está exigindo votações nominais de destaques na comissão especial.Veja as fotos do tumulto na Câmara

Agencia Estado,

23 de julho de 2003 | 18h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.