Governo quer acelerar redução da taxa de juros

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que participa da reunião do Diretório Nacional do PT neste sábado, encaminhou aos demais participantes do encontro o informe segundo o qual há uma discussão no governo para que a redução da taxa de juros seja acelerada. A afirmação foi dada pelo secretário de Trabalho, Emprego e Promoção Social do Estado do Paraná, Padre Roque Zimmermann. Em sua avaliação, isso já teria sido demonstrado na última reunião do Copom, com votação de três integrantes defendendo o corte de um ponto porcentual na taxa Selic.Sem negar que o assunto tenha sido discutido no encontro do Diretório Nacional por Paulo Bernardo, o secretário-geral da Presidência da República, Luiz Dulci, amenizou a importância do informe. Segundo ele, o titular do Planejamento relatou os esforços que o governo está fazendo para criar condições para a redução "sustentável" da taxa de juros. Dulci apontou também a manutenção do saldo favorável no comércio exterior e a dinamização do mercado interno por meio de investimentos. "Isso dá solidez no combate à inflação e cria condições para que o País prossiga na redução sustentada da taxa dos juros e possa acelerar esse processo", disse.Ele disse que "essa decisão será tomada tecnicamente pelo Banco Central no momento oportuno". E acrescentou que no PT há num sentimento de que "com muita responsabilidade e equilíbrio e sem nenhuma demagogia, é possível tornar mais dinâmica essa trajetória de redução da taxa de juros".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.