Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Governo publicará decreto para restringir uso de aviões da FAB por ministros

Com a medida, a presidente Dilma Rousseff tenta demonstrar sinais de que o Palácio fará sacrifícios dentro da própria casa para reduzir gastos

RAFAEL MORAES MOURA E LISANDRA PARAGUASSU, O Estado de S. Paulo

02 Abril 2015 | 21h02

Pressionada a cortar gastos na "própria carne", a presidente Dilma Rousseff decidiu assinar decreto, a ser publicado na próxima semana, restringindo o uso de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) por ministros de Estado.

Segundo informações da Casa Civil e do Ministério do Planejamento, o decreto vai restringir o uso das aeronaves pelos ministros, com a permissão autorizada apenas em caso de missões ou casos excepcionais. Atualmente, os aviões são utilizados pelos ministros também para passar o final de semana ou feriados com a família em seus Estados de origem.

No momento em que a reportagem foi informada da publicação do decreto, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas, já haviam embarcado em aviões da FAB rumo a São Paulo e ao Rio Grande do Sul, respectivamente.

Com a medida, Dilma tenta demonstrar sinais públicos de que o Palácio do Planalto vai fazer sacrifícios dentro da própria casa para reduzir gastos, eliminar despesas extras e cumprir o ajuste fiscal.

Mais conteúdo sobre:
Casa civilFABministros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.