Ricardo Padue/Funag
Ricardo Padue/Funag

Governo promove diplomata ‘olavista’ ao comando do Departamento de Índia, Sul e Sudeste da Ásia

Roberto Goidanich foi presidente da Funag, vinculada ao Itamaraty, durante a gestão do ex-ministro Ernesto Araújo; o diplomata foi exonerado da fundação em julho deste ano

Marianna Gualter, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2021 | 05h19

O diplomata Roberto Goidanich foi promovido a diretor do Departamento de Índia, Sul e Sudeste da Ásia, subordinado ao Itamaraty, nesta terça-feira, 1º. Goidanich atuava como chefe de uma das divisões do mesmo departamento desde que foi exonerado, em julho, do comando da Fundação Alexandre Gusmão (Funag), vinculada ao ministério.

À frente da Funag, o diplomata era ligado ao ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo e visto como um dos representantes da “ala olavista” do governo. Foi sob seu comando que a fundação recebeu palestras dos blogueiros Allan dos Santos e Bernardo Küster, ambos investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito das fake news.

Goidanich foi exonerado da Funag no início de julho e passou a desempenhar a função de chefe da Divisão de Sul e Sudeste da Ásia, pertencente ao departamento que agora dirige. Com a nova nomeação, publicada no Diário Oficial da União, substitui a diplomata Maria Izabel Vieira. Vieira foi designada cônsul-geral do Brasil em Houston, nos Estados Unidos, há cerca de um mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.