Governo pedirá ajuda aos EUA para abrir HDs

O governo brasileiro vai pedir ajuda do Federal Bureau of Investigation (FBI) e da Comissão Nacional de Segurança (NSC) dos Estados Unidos para abrir os discos rígidos (HDs) do Banco Opportunitty. Apreendidos em 2005, na Operação Chacal, os HDs estão intactos até hoje porque a Polícia Federal não consegue quebrar a criptografia usada na digitalização dos documentos.Pressionado pelo Congresso, o diretor-geral da PF, Luiz Fernando Corrêa, confirmou que as dificuldades foram maiores do que supunha e deu prazo até esta semana para o Instituto Nacional de Criminalística (INC) concluir a perícia dos HDs. Ontem, o INC jogou a toalha e deu sinal verde para o governo acionar os canais diplomáticos e pedir ajuda aos EUA - também serão enviados para o NSC e o FBI os HDs apreendidos no apartamento de Dantas."O esquema de criptografia que eles usaram é muito fechado, tentamos de tudo ao alcance da nossa tecnologia, mas não avançamos", lamentou o diretor do instituto, Clênio Beluco. O auxílio, segundo Beluco, é amparado em acordo de cooperação jurídica internacional com os Estados Unidos, em vigor desde 2001, com cláusulas para cercar o trabalho de segurança máxima e evitar que dados caiam em mãos erradas. O Brasil já usou esse acordo com sucesso no caso Banestado, que investigou bilionário esquema de remessas ilegais para o exterior na década de 90.O contato preliminar com o FBI, que é a polícia federal dos EUA, e o NSC já foi feito e os norte-americanos só aguardam a chegada do material para começar o trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.