Governo paulista desmente prisão de filho de Alckmin no Uruguai

'É mentira', reagiu categoricamente um jornalista da assessoria de imprensa

Sandro Villar, de O Estado de S. Paulo,

05 de janeiro de 2013 | 20h17

A notícia de que um dos filhos do governador Geraldo Alckmin (PSDB) teria sido preso no Uruguai foi desmentida com veemência e até com certa irritação pela Assessoria de Imprensa do Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. "É mentira", reagiu categoricamente um jornalista da Assessoria em conversa com o Estado. Ele acrescentou que a notícia é "totalmente inverídica".

 

A notícia foi veiculada pelo jornal uruguaio El País, que reconheceu o erro, retirou a informação do site e pediu desculpas ao governo paulista. O jornal noticiou que dois turistas brigaram em um bar de Punta del Leste, balneário turístico do Uruguai, e que um dos briguentos seria um dos filhos de Alckmin. "Um filho do governador está no México e o outro em São Paulo. Houve uma briga no bar, um dos turistas pode ter falado alguma bobagem dizendo que era filho do governador", completou o jornalista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.