Governo paga pelas críticas que fez ao mínimo, diz Alcântara

O governador do Ceará, Lúcio Alcântara (PSDB), disse hoje que o PT está pagando agora pelas críticas que fez aos reajustes de salário mínimo historicamente. "Este é um assunto que se presta a críticas. O PT alimentou isso anos a fio, e agora está pagando", disse. Segundo o governador, certamente o valor de R$ 260 é muito menos do que se deseja e é o máximo que se pode dar. "O governo federal arca com as conseqüências políticas disso, talvez para não arcar com consequências econômicas", afirmou. De acordo com Alcântara o reajuste do mínimo não afeta o governo do seu Estado. Ele comentou ainda que viu na imprensa uma "idéia interessante de colocar um piso para os aposentados e desvincular o pagamento das aposentadorias do salário mínimo". O governador afirmou ainda que espera uma resposta do governo federal, que deve marcar uma nova reunião entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os governadores, após a viagem de Lula à China. Alcântara participa de mesa-redonda sobre o futuro do Brasil, promovida pelo Banco Mundial e a Cepal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.