Governo nomeia aliado de Heráclito para presidência da Codevasf

Órgão do Nordeste vinculado ao Ministério da Integração é cobiçado pelo PP

Luci Ribeiro e Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

14 Agosto 2017 | 10h53

BRASÍLIA - O Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 14, traz a nomeação de Antônio Avelino Rocha para o cargo de presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), vinculada ao Ministério da Integração Nacional. Avelino Rocha entra no lugar de Kenia Régia Anasenko Marcelino, exonerada nesta segunda e que era indicada do senador Antonio Carlos Valadares (SE), do PSB, partido que já desembarcou do governo, embora ainda detenha o Ministério de Minas e Energia.

Mesmo com mudança, o órgão segue - pelo menos por ora - sob a indicação do PSB: Avelino Rocha é aliado do deputado federal Heráclito Fortes (PSB-PI), que, segundo fontes, deve voltar para o DEM, partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ).

A nomeação de Avelino Rocha para a Codevasf desagrada ao PP, um dos partidos do chamado Centrão que tentam ganhar mais espaço no governo depois de ter apoiado Temer com a rejeição da denúncia na Câmara. A demanda do PP pela Codevasf foi levada ao Palácio do Planalto pelo próprio presidente da legenda, senador Ciro Nogueira (PI), que queria indicar um aliado. O órgão tem forte capilaridade política no Nordeste. O PP, que já comanda as pastas da Saúde e da Agricultura e a Caixa, alega que merecia uma compensação por ter sido um dos mais fiéis a Temer. Ciro Nogueira e Heráclito Fortes são adversários políticos no Piauí.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.