Governo nega irregularidades no uso de cartões

Desvios de finalidade na utilização de cartões de pagamento do governo federal, denunciados recentemente, não ocorreram, de acordo com o governo. Segundo as denúncias, cartões teriam sido utilizados irregularmente na compra de bebidas. A Assessoria de Imprensa da Casa Civil da Presidência da República divulgou nota, nesta sexta-feira, afirmando que a auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para apurar as denúncias "atesta que não há desvio de finalidade no uso" desses cartões.De acordo com a nota, o relatório do TCU a respeito do assunto "foi conclusivo". Afirma o texto da Casa Civil: "A compra de alimentos e bebidas se destina a recepções e eventos sociais promovidas pela Presidência e Vice-Presidência da República, dentro de suas atribuições legais. Alguns desses eventos não possibilitam o planejamento com antecedência suficiente para a realização de licitação para aquisição dos produtos a serem consumidos." A nota acrescenta: "Procedimentos que dêem mais eficiência e transparência dos gastos são preocupação constante da Casa Civil da Presidência da República. Assim é que, no final de 2005, foi autorizado o pagamento não presencial, para eliminar a necessidade de saques para pagamento de faturas referentes aos serviços prestados. Também foram realizadas licitações para aluguel de veículos para atender à Presidência e Vice-Presidência da República e comitivas durante as viagens."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.