''''Governo não terá voto de tucano'''', diz Guerra

Na tentativa de dar uma demonstração de unidade do PSDB, o novo presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE), afirmou ontem que os tucanos vão votar unidos contra a CPMF. "O governo não terá nenhum dos 13 votos de senadores tucanos a favor da CPMF", garantiu.O líder do PSDB do Senado, Arthur Virgílio Neto (AM), disse que são grandes as chances de o imposto do cheque ser derrubado. "Nós precisamos agir com cuidado. Temos votos para derrubar a CPMF. Vamos ganhar por um ou dois votos."Os tucanos continuam divididos: enquanto as bancadas na Câmara e no Senado são contra a prorrogação, a maioria dos governadores é favorável. Anteontem, em jantar da cúpula tucana com a presença do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Virgílio foi enfático e advertiu os governadores de São Paulo, José Serra, e Minas, Aécio Neves, que tentaram reverter a posição da bancada contra o tributo. "Não vamos alterar", avisou o líder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.