Governo não interfere em conflito Jader-ACM

O líder do governo no Congresso, deputado Arthur Virgílio (PSDB-AM), que acompanhou o discurso do senador Jader Barbalho (PMDB-PA) no plenário do Senado, disse que o Palácio do Planalto vai atuar como "simples observador" da onda de denúncias envolvendo o presidente do Senado. "O governo não vai se meter em outro poder, uma vez que o problema não é de funcionário do Executivo", disse Virgílio, ressaltando, no entanto, que o governo torce para que a situação seja superada e não crie dificuldades para as votações no Congresso. "Vejo como inquietante esse tipo de debate, envolvendo o presidente do Senado", disse ele, observando que o governo quer governar, mas lembrando que as denúncias já são fruto de investigações que vêm sendo feitas pelo governo. Ele destacou que Jader, em seu pronunciamento, fez uma denúncia importante, ao afirmar que há "uma aliança espúria entre a Avenida Paulista e os fraudadores da Sudam".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.