Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Governo não é a solução para a crise, diz Alckmin

Governador paulista voltou a fazer críticas à gestão Dilma Rousseff em jantar com 400 empresários realizado em São Paulo

Ricardo Chapola, O Estado de S. Paulo

11 de agosto de 2015 | 01h33

O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) afirmou nesta segunda-feira, 10, que o País vive uma “policrise” e disse que o governo federal não é a solução, mas sim o gerador dela.

“Nós vivemos hoje uma policrise: uma crise política, uma crise de natureza ética, uma crise econômica, e uma crise social. A crise é o governo. O governo não é a solução, é o gerador da crise”, afirmou Alckmin durante um jantar com cerca de 400 empresários em um hotel, na zona sul de São Paulo.  

O tucano disse ainda que há uma “fragilização total do quadro partidário” pelo excesso de legendas e, ao se referir à crise ética, afirmou que o aparelhamento do Estado na esfera federal acaba “aumentando os desmandos”. “É inacreditável a situação”, disse o governador no evento promovido pelo Lide, grupo presidido pelo empresário João Dória, que recentemente manifestou sua disposição em disputar a Prefeitura de São Paulo pelo PSDB.

Mais cedo, em Recife, Alckmin também criticou a atitude do governo federal em "não reconhecer erros" e de tentar "terceirizar responsabilidades políticas para solucionar a crise".

"Não pode responsabilizar os outros pelos seus problemas. A primeira questão para você resolver um problema é você reconhecer o problema", disse o governador, que foi à capital pernambucana participar de uma homenagem ao governador Eduardo Campos, morto há um ano, vítima de um acidente de avião. 

Tudo o que sabemos sobre:
Geraldo AlckminGovernocrise política

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.