Governo não discutiu criação de novo imposto, diz Múcio

O ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, disse que a hipótese de o governo propor a criação de um novo tributo para substituir a extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) e financiar o setor de saúde não foi discutida em nenhum momento da reunião ministerial de hoje, no Palácio do Planalto. Na entrevista coletiva após o encontro, Múcio afirmou que houve discussão apenas sobre a reforma tributária.Ele reafirmou a decisão do governo de enviar a proposta da reforma ao Congresso no reinício dos trabalhos legislativos, em fevereiro, depois do carnaval. Sobre a derrota do Planalto na votação da proposta de prorrogação do chamado imposto do cheque, Múcio afirmou que o episódio foi "pedagógico" e servirá para dar "um novo rumo" ao governo, sobretudo no relacionamento com o Senado, onde o projeto foi barrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.