Estadão
Estadão

Governo não defende volta da CPMF, mas debate sobre financiamento da saúde, diz ministro

Para titular da pasta, é preciso um debate sobre a forma de se gerar recursos para a área

Ricardo Leopoldo, O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2015 | 15h10

SÃO PAULO - O ministro da Saúde, Arthur Chioro, afirmou que "o governo não defende a volta da CPMF". Ele destacou que é necessário "um debate com a sociedade, que passa necessariamente pelo Congresso Nacional, sobre a forma de gerar recursos para a área da Saúde, que é subfinanciada.”

“Vamos debater, avaliar as melhores formas. Existem diversas. Isso que é relevante neste momento. Não há uma proposta fechada”, destacou Chioro. “O Brasil quer um sistema único de Saúde?”, questionou o ministro, e completou que, se a resposta for afirmativa, é necessário descobrir formas complementares para financiá-la. 

Ele disse que os recursos destinados para a Saúde no País são, em termos proporcionais à população, inferiores aos registrados no Uruguai e na Argentina.


Tudo o que sabemos sobre:
cpmfsaúdegoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.