Governo liberará R$ 1,6 bi em emendas individuais, diz Múcio

Cronograma para que os municípios comecem a ser atendidos deve sair esta semana, segundo o ministro

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

24 de março de 2009 | 18h26

Apesar dos cortes no Orçamento da União, o governo prometeu aos representantes dos partidos que integram o Conselho Político que vai liberar, a partir da semana que vem, R$ 1,6 bilhão das emendas individuais dos parlamentares. "Apresentei uma relação de projetos que estão prontos nos ministérios, que dá em torno de R$ 1,6 bilhão. O ministro (do Planejamento) Paulo Bernardo ficou de estabelecer ainda esta semana um cronograma de liberação para que os municípios brasileiros comecem a ser atendidos", disse o ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, após reunião do Conselho Político, no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília.

Segundo Paulo Bernardo, também presente à reunião, foi mostrado para as bancadas no encontro a necessidade de fazer ajustes no Orçamento de 2009. "Tivemos um contingenciamento de R$ 21,6 bilhões e vamos ter de fazer alguns ajustes ainda no decorrer do semestre. Os relatórios são bimestrais. Assumimos compromisso de divulgar cronograma para liberação de emendas individuais, que essas são muito cobradas pelos parlamentares. Não temos muita condição de assumir compromissos sobre emendas de bancada ou de comissões, pelo menos nesse momento", disse Bernardo.

Tudo o que sabemos sobre:
orçamentoemendasConselhoMúcio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.