Governo lança território da Cidadania na Raposa Serra do Sol

Objetivo é trabalhar desenvolvimento sustentável da região, levando em conta características indígenas

Agência Brasil

26 de junho de 2009 | 15h54

O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Márcio Meira, o secretário nacional do desenvolvimento territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Humberto Oliveira, e o coordenador executivo do comitê gestor do governo federal em Roraima, José Nagib Lima, partiram no início da tarde desta sexta-feira, 26,  para as Terras Indígenas Raposa Serra do Sol e São Marcos (RR) para o lançamento do Território da Cidadania Indígena.

 

O objetivo do programa é trabalhar o desenvolvimento sustentável da região, levando em conta as características dos indígenas.

 

"Nosso maior desafio é construir com essas comunidades um programa de agrodesenvolvimento. Para isso, tem que ouvi-las, elas têm que colocar as necessidades num papel, para o governo federal entrar com todo o aporte logístico para poder garantir essas políticas. Elas passam pelo campo da cultura, da educação e do desenvolvimento socioeconômico", afirmou Nagib Lima.

 

Ele disse que o governo federal está cumprindo o que foi determinado no processo de homologação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol. Mas ressaltou que todas as ações serão debatidas na região, que receberá ainda neste ano cerca de R$ 22 milhões em investimentos.

 

O Território da Cidadania Indígena na Raposa Serra do Sol e em São Marcos vai alcançar uma área de mais de 23 mil quilômetros quadrados, abrangendo três municípios: Normandia, Pacaraima e Uiramutã.

 

A população total do território é de quase 23 mil habitantes, sendo que 16 mil vivem na área rural.

Tudo o que sabemos sobre:
Raposa Serra do Sol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.