Governo investiu 97% dos R$ 16,8 bi destinados ao PAC em 2007

Anúncio será na 3ª, mas foi adiantado em reunião e animou Lula, que está 'otimista' com projeções para 2008

Tânia Monteiro, de O Estado de S. Paulo,

21 de janeiro de 2008 | 23h45

O governo deve anunciar nesta terça-feira, 22, que conseguiu empenhar 97% dos R$ 16,8 bilhões destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em 2007. A informação será divulgada junto com o balanço de um ano de existência do programa, em solenidade no Palácio do Planalto. Na segunda-feira, 21, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu da ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, um balanço preliminar do que será divulgado nesta terça para a imprensa. Da reunião, que durou mais de cinco horas, participaram também os ministros do Planejamento, Paulo Bernardo - que antecipou a volta de suas férias - da Fazenda, Guido Mantega, e da Comunicação Social, Franklin Martins. A expectativa inicial do ministro Paulo Bernardo, segundo foi informado na reunião, era de que não se conseguiria empenhar nem 80% dos recursos previstos ao programa. Foi investido mais que o dobro do valor de 2006, de acordo com os dados apresentados na reunião. E o que não foi executado está empenhado para ser feito quando as obras forem entregues. Lula, de acordo com informações do Planalto, ficou "muito satisfeito" com o balanço apresentado e está "otimista" com os resultados e as projeções do PAC para 2008. E o Planalto promete para esta terça o anúncio dos avanços e novas ações dentro do programa.  No discurso feito, na segunda, durante a posse do novo ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, Lula disse que "teve a felicidade de ter uma demonstração" do que vai ser apresentado nesta terça para a imprensa e lembrou ser importante que os senadores e deputados pudessem ter "uma dimensão do que está acontecendo no Brasil".  Um grande número de ministros estará presente ao balanço a ser apresentado por Dilma, que está marcado para às 10h30, no salão leste, no Planalto. A reunião de segunda foi tão longa que o presidente Lula e os ministros não saíram para almoçar e lancharam, no próprio gabinete presidencial, misto quente com sucos de cupuaçu e sirigüela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.