Governo intensifica negociações para atrair PMDB

O governo intensifica nesta semana as negociações para consolidar a entrada do PMDB na base aliada e elegeu como alvo prioritário a bancada do partido na Câmara, além da manutenção das articulações com a direção nacional, que nos últimos anos esteve com o então presidente Fernando Henrique Cardoso e resiste à entrada do PMDB no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.Nesta terça-feira, o presidente Lula almoça com o presidente do PMDB, Michel Temer (SP), e com os parlamentares do partido na residência oficial do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), já depois de o partido no Senado ter fechado acordo para integrar a base aliada.Na definição do líder do partido na Câmara, Eunício Oliveira (CE), as conversas entre o partido e o governo estão bem adiantadas, mas, quanto a participação do PMDB no ministério, o líder argumenta que se trata de uma questão que se deve atribuir ao presidente Lula. ?O PMDB tem sua dimensão partidária, mas a decisão de ocupar ministério é do governo e não nossa. Não vamos criar dificuldades para o presidente nem pressioná-lo?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.