Governo federal cancela 181 convênios com ONGs

Outros 305 foram considerados 'com restrição' e serão avaliados; foram analisados 1.403 acordos

estadão.com.br

07 de fevereiro de 2012 | 21h21

O governo federal cancelou 181 convênios firmados entre organizações não-governamentais (ONGs) e ministérios após concluir a análise dos acordos, conforme determinação da Presidência estabelecida por decreto em outubro do ano passado, após seguidos escândalos envolvendo entidades e ministros. Outros 305 convênios foram considerados "com restrição" e ainda podem ser cancelados.

 

A nota divulgada nesta terça-feira, 7, por Casa Civil, Controladoria-Geral da União e Ministério do Planejamento, destaca que 917 convênios foram considerados regulares, o que significa 65% do total de 1.403 convênios analisados. O texto não esclarece os motivos para o cancelamento de 181 convênios e apenas indica que estes "não estavam adequados".

 

Os 305 convênios que ficaram sem definição deverão passar, segundo a Casa Civil, por um processo de esclarecimentos da prestação de contas para poderem ser regularizados. Se forem reprovados, constarão no cadastro de entidades com restrição para conveniar com o governo federal.

Tudo o que sabemos sobre:
ONGMinistérioconvênios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.