Governo faz pirataria com obras do PAC, diz senadora do DEM

Kátia Abreu disse em entrevista a rádio que Lula lança programas de governo anterior como se fossem seus

da Redação

09 de maio de 2008 | 14h42

A senadora Kátia Abreu(DEM-TO) criticou nesta sexta-feira, 9, a atribuição de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo anterior ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Muitas obras do PAC que o governo anuncia como se fossem dele, não são. Não é errado continuar as obras, o que não se podem é piratear as obras, enganar a população", disse em entrevista à CBN.  Veja também:Veja o dossiê com dados do ex-presidente FHC  Lula diz que Dilma foi 'motivo de orgulho' na sabatinaCom depoimento de Dilma, CPI chega ao fim, diz GaribaldiEntenda a crise dos cartões corporativos  Dossiê FHC: o que dizem governo e oposição Ministra se exalta ao responder a provocações   A senadora disse também que o PAC não "transformou o Brasil", como defende o governo. "Nos últimos quatro anos, não houve acréscimo de investimento públicos no PAC, só dinheiro velho. São todos programas velhos que apenas mudaram de nome", disse.  Kátia anunciou que lançará o "Pacômetro", que vai medir os resultados do programa a cada 15 dias. " Vou mostra o que está sendo empenhado e o que está sendo pago".A senadora, que esteve presente na comissão de infra-estrutura na última quarta-feira, disse que ficou "entristecida" com o depoimento da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff." Ela é do bem, mas me decepcionou profundamente. Ela não falou a verdade. Isso não é banco de dados", disse, sobre o dossiê de gastos do ex-presidente FHC.

Tudo o que sabemos sobre:
PACDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.