Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Ricardo Padue/Funag
Ricardo Padue/Funag

Governo exonera diretor olavista de fundação do Itamaraty

Roberto Goidanich comandava a Funag, responsável por organizar estudos e debates do Ministério das Relações Exteriores, e era ligado ao ex-chanceler Ernesto Araújo

Lorenna Rodrigues, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2021 | 09h28

BRASÍLIA - O governo exonerou do cargo de presidente da Fundação Alexandre de Gusmão (Funag), responsável por organizar estudos e debates do Itamaraty, Roberto Goidanich. 

O diplomata era ligado ao ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo e visto como um representante da “ala olavista” do governo, numa referência aos seguidores do escritor e influenciador bolsonarista Olavo de Carvalho.

A exoneração consta em portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 12. Para seu lugar, foi nomeada a embaixadora Márcia Loureiro, que foi assessora internacional no Ministério da Justiça na gestão do então ministro Alexandre de Moraes e era cônsul-geral do Brasil em Los Angeles (EUA).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.