Governo estuda cortar energia por consumidor

A Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica está analisando a proposta de as distribuidoras orientarem os consumidores sobre a necessidade de cortes residenciais de energia elétrica. As empresas de distribuição vão estabelecer as metas de economia de cada unidade consumidora e, se depois da aplicação das sobretarifas (valor adicional sobre o consumo excedente) não houver redução do consumo, os cortes poderão ser individuais, como é feito hoje quando o consumidor não paga a conta de luz. A idéia é evitar apagões generalizados numa mesma região, pois, na avaliação do governo, não haveria desgaste político maior do que o corte de energia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.