Governo estuda alterar valor do subteto de juízes

O vice-líder do governo na Câmara, deputado Professor Luizinho (PT-SP), admitiu hoje que a base aliada poderá negociar uma alteração no valor do subteto salarial dos magistrados nos estados, durante a tramitação da proposta da reforma da Previdência no plenário da Câmara. Segundo ele, há tempo suficiente para negociar e todos os segmentos serão ouvidos. Ressalvando que qualquer decisão neste sentido terá que ter o apoio dos governadores, o vice-líder reconheceu que ganha força a proposta de um subteto intermediário entre o da proposta original - 75% do salário do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) - e o reivindicado pelos magistrados, de 90,25%. A nova proposta, de um subteto de 80% do salário do ministro do STF, teria inclusive a simpatia dos magistrados. "Sem o apoio dos governadores, a base aliada marchará com o projeto", sustentou o deputado. Sua avaliação é de que mesmo um subteto de 80% estaria sendo considerado pesado demais por alguns governadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.