Governo está tranqüilo com depoimento de Bastos, diz Genro

O ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, afirmou hoje que o governo está tranqüilo em relação ao depoimento do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, previsto para quinta-feira, na Câmara. "O governo está sob ataque político há muito tempo. E esse ataque político se intensifica em um ano eleitoral. Isso faz parte do contencioso democrático. Temos de trabalhar para diminuir esse ataque", disse Genro, pouco antes de participar da primeira reunião do Conselho Diretor e Comitê Técnico do Observatório da Eqüidade do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Para o ministro, o depoimento de Thomaz Bastos vai ser "tranqüilo e informativo e vai esgotar o assunto". OrçamentoO ministro disse também que espera "bom senso" da oposição para que o Orçamento Geral da União deste ano seja votado hoje ou amanhã, pelo Congresso Nacional. Na avaliação de Genro, as demandas da oposição são "naturais" e o governo está vendo que é possível "mediar, aceitar, sem prejuízo de um orçamento sadio". O ministro afirmou ainda que o governo não quer colocar em discussão, neste momento, a edição de medidas provisórias para compensar a falta de aprovação do orçamento. "Pode parecer que é uma ameaça à oposição. Agora, se não houver acordo vamos ter de editar medidas provisórias. Mas não queremos fazer isso. Nossa pretensão é chegar a um acordo e votar o orçamento", disse Tarso Genro, momentos antes de participar da primeira reunião do Conselho Diretor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.