Governo errou ao suspender concessões, diz Alckmin

O ex-governador de São Paulo e candidato derrotado à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta quinta-feira que o governo errou ao suspender o programa de concessões de rodovias federais e que isso deve trazer custos ao País.Para o tucano, o governo federal deveria buscar uma participação maior da iniciativa privada, principalmente no aumento da infra-estrutura do País. "É um equívoco, porque o Brasil não tem capacidade de investimento e é óbvio que é preciso trazer o setor privado para participar dessa ampliação da infra-estrutura", disse Alckmin.O ex-governador lembrou também o programa de concessões das estradas paulistas conduzido por ele. "Quem viu a Dutra antes da concessão e depois... é irreconhecível", recorda. De acordo com Alckmin, o governo federal deve, cada vez mais, se comportar apenas como "regulador e fiscalizador" dos segmentos econômicos. Ele acredita que a decisão do governo "é uma mensagem ruim em termos de futuro". "O Brasil precisa estimular a iniciativa privada a participar na ampliação da sua infra-estrutura e na melhora da logística", reiterou.

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2007 | 13h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.