Governo do RS prevê transição 'tranquila e transparente'

O atual governo do Rio Grande do Sul, comandado por Tarso Genro (PT), vai manter o calendário de conclusões e inaugurações de obras previsto para o período do final da eleição até a posse do novo, de José Ivo Sartori (PMDB), em 1º de janeiro de 2015. Entre os 44 projetos estão 15 acessos asfálticos a municípios, nove Unidades de Pronto Atendimento, um hospital regional, trechos de rodovias, presídios e redes de esgoto. Ao mesmo tempo, o início de novas obras será suspenso. Tarso e sua equipe de secretários, que passaram esta quarta-feira reunidos em Canela para preparar a transição ao vencedor da eleição, entendem que caberá a Sartori definir qual será o momento de começar os projetos.

ELDER OGLIARI, Estadão Conteúdo

29 de outubro de 2014 | 18h29

O chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, afirmou que a transição será tranquila e transparente. "A ideia é organizar reuniões de trabalho para processar a situação de cada projeto desenvolvido e repassar todas as informações para o novo governo", comentou. Sartori vai definir os nomes de sua equipe de transição na semana que vem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.